Criador de estilo para template do site.

Você está vendo uma versão desatualizada do site IFRS POA.

Clique aqui para visualizar o site novo.

NAPNE do Campus Porto Alegre realiza atividades de locomoção e mobilidade

Monitores do Núcleo de Atendimento às Pessoas com Necessidades Educacionais Especificas (NAPNE) do IFRS – Campus Porto Alegre realizaram, no mês de maio, a atividade de Locomoção e Mobilidade no campus. A proposta foi despertar a percepção dos monitores quanto às dificuldades enfrentadas no dia a dia de uma pessoa com deficiência.

A ação consistiu em vendar os monitores e realizar, com os mesmos, algumas rotas cotidianas nas dependências da instituição (fotos abaixo). O intuito desta prática foi despertar a percepção quanto às barreiras arquitetônicas existentes no prédio, visando uma conscientização e melhora no trabalho de guia vidente desempenhado pelos monitores.

Durante a prática foi utilizado objeto para guia e locomoção (bengala), e os monitores receberam orientação sobre o uso da mesma pelo aluno e monitor Marcio Fernandes Cortes. Além disso, foram instruídos para o reconhecimento do espaço com o uso de audição, tato e percepção.

A importância da atividade realizada encontra embasamento primeiramente nas políticas públicas e legislação vigente, e na teoria de autores como Silva e Tauchen (2012), os quais apontam que, ao entrar nas questões de pertencimento da pessoa com deficiência visual, para fazer parte de qualquer lugar, a pessoa deve ser “apresentada” a ele, em um primeiro momento, pois ela precisa se sentir segura para ter mobilidade dentro da universidade e na sala de aula. Caso contrário, sempre irá se sentir como não fazendo parte do local, do espaço, deixando de aproveitar tudo o que a universidade tem para lhe oferecer.

A atividade trouxe ainda apontamentos pertinentes:

– Deve-se sempre perguntar ao deficiente visual, como ele gostaria de ser guiado;

– Ao invés de falar “aqui” e “lá”, deve-se usar os referências “esquerda”,
“direita”, “frente” e “trás”.

– Deve-se sempre usar a etiqueta ao se referenciar sobre o deficiente, como por exemplo:

* Evitar falar em terceira pessoa na presença do mesmo;

* Evitar expressões como “deixar o individuo em um local”, substituindo pela expressão “acompanhar o individuo em um local”.

O NAPNE está localizado na sala 22, andar térreo do Campus Porto Alegre. Mais informações podem ser encontradas no site, na aba “Ações Afirmativas – NAPNE” ou pelo do e-mail: napne@poa.ifrs.edu.br .


Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Porto Alegre

Rua Cel. Vicente, 281 | Bairro Centro Histórico | CEP 90.030-041 | Porto Alegre/RS

E-mail: gabinete@poa.ifrs.edu.br | Telefone: (51) 3930-6002